Roteiro: Resende x Vargem Grande

Atualizado: 9 de jun.

A partir do bairro Cabral, em Resende, é possível acessar uma desafiadora porém irresistível estrada de asfalto (RJ-161) que leva até o distrito de Vargem Grande, pertencente à cidade. O distrito, que na verdade tem outro nome oficialmente (calma, vamos explicar mais adiante), é destino final e rotineiro dos ciclistas da região, de todas as modalidades, que buscam um bom treino, mas também serve de "meio do caminho" para quem quer ir ainda mais longe, como ao distrito de Fumaça, que iremos mapear pra vocês em um futuro breve, ou mesmo pontos turísticos e percursos no Sul de Minas Gerais. Descubra nesse artigo tudo que você precisa saber a respeito desse pedal obrigatório na região.

 

Nosso ponto de encontro dessa vez é a "Rotatória do Cabral". Você pode clicar aqui para obter mais informações sobre como chegar até lá, se precisar. Da rotatória já é possível avistar o início de uma estrada com asfalto em ótimas condições, porém sem acostamento, esse será nosso tapete nessa viagem, que começa com uma descida seguida por uma subida, uma amostra do que te aguarda nos próximos 17km. Logo após essa primeira subida você irá fazer uma descida bem longa e bastante agradável, mas lembre-se, tudo que você desce terá que subir na volta.

Pico da Pedra Selada, avistado a partir da estrada para Vargem Grande
Subidas e Descidas da Estrada para Vargem Grande

Um pouco mais adiante, no início de outra grande descida, você irá avistar à sua esquerda a entrada para o Sitio das Palmeiras , uma excelente opção de lazer na região, onde você pode pagar para passar o dia se divertindo ou relaxando enquanto deixa a bike trancada em segurança. Aproveitamos para dar uma notícia em primeira mão: em breve eles irão inaugurar um quiosque à beira da estrada que vai funcionar também como ponto de apoio para ciclistas, com compressor para encher os pneus e outras utilidades, além de claro, aquilo que não pode faltar, pastel e caldo de cana! Em uma das fotos abaixo dá pra ver o projeto em detalhes. Assim que inaugurar iremos divulgar a notícia aqui no site, acompanhe!

Logo após a próxima curva depois do Sítio das Palmeiras, mais ou menos em frente a uma propriedade chamada "Sítio Curral Branco", existe uma bica d'água que muitos ciclistas usam para reabastecer suas "caramanholas", ela pode ser acessada descendo em um fosso à beira da estrada que facilmente passa despercebido pelos mais distraídos. Confira abaixo:

Seguindo por mais 2,5km você irá avistar um ponto branco que contrasta com a paisagem, é a charmosa Ponte do Arco, sobre a qual só passa um veículo por vez e sob a qual é comum encontrar banhistas aproveitando as águas do Rio Pirapetinga. Pouco antes da ponte é possível ver um caminho à esquerda que liga a estrada que você está à estrada para Visconde de Mauá, mais precisamente à um ponto próximo ao distrito da Capelinha, ambos pertencentes à Resende. Essa ligação entre as duas estradas é o ponto alto da famosa "Volta dos 50(km)", pedal sobre o qual nós já postamos um roteiro detalhado aqui no site. Clique na lateral da imagem abaixo para passar:

Deixando a ponte para trás, após percorrer 2,5km você vai passar em frente a uma placa que indica a saída para o Rancho Sertanejo , lugar para quem curte um modão ao vivo, comida caseira e uma boa pescaria.

Saída para o Rancho Sertanejo, um bom lugar para conhecer de carro depois.

Mais 2,5km e você chegará à um ponto onde a estrada passa bem próxima às margens do rio (à esquerda) e de onde é possível avistar uma pequena, porém bonita corredeira. Há uma abertura na cerca que você pode usar para acessar o rio e se molhar um pouco se quiser, como muitos moradores das redondezas o fazem.

Ponto da estrada de onde é possível avistar uma pequena corredeira de águas cristalinas

Dois quilômetros a frente você irá passar por outra ponte, dessa vez sobre o Rio da Pedra Preta. Assim que a atravessar, se olhar à esquerda poderá ver a saída para uma estrada de terra e placas indicando distâncias até a Capelinha e Visconde de Mauá. Essa estrada é por sua vez o ponto alto da chamada "Volta dos 60(km)", outro percurso que também já possui um roteiro detalhado aqui no site.

Final (ou início) da "Volta dos 60(km)", que liga Vargem Grande à Capelinha

A partir desse ponto, até de fato chegar na vila, você irá percorrer um trecho muito bonito onde poderá respirar um arzinho mais gelado e gostoso devido ao grande número de árvores de ambos os lados. Uma pena todo o percurso não ser assim. Aproveite.

Trecho mais arborizado do percurso, logo antes de chegar na vila.

É então que você começa a avistar a civilização e sabe que chegou ao seu destino. Logo antes da última subida que dá acesso à praça principal há uma bifurcação, ela marca o início do percurso até o distrito de Fumaça, caso você se mantivesse à direita. Mas isso fica para um próximo pedal, continue subindo esquerda.

Bifurcação logo antes de chegar à praça principal, onde você irá manter-se à esquerda.

Após a subida, virando à esquerda você irá avistar a praça central da Vargem Grande, onde está localizada a bela Igreja Santo Antônio. Nessa praça, à esquerda de quem está olhando para a igreja há também uma bica d'água, que você vai precisar usar para se preparar para o caminho de volta. Clique na lateral da foto abaixo para passar:

Em frente à praça existe um estabelecimento bem conhecido dos ciclistas da região, o Bar do Augusto, onde você pode comer bons salgados ou tomar aquela gelada, se você é desse tipo de ciclista (kkk).

CURIOSIDADE: Como dissemos no início do artigo, esta vila que todos chamam de Vargem Grande tem outro nome oficialmente, chama-se na verdade Pedra Selada, nome que recebeu lá em 1944 mas que até hoje não pegou. Você pode ter problemas ao tentar encontrar a localização nos aplicativos de mapa se pesquisar por outro nome, pois neles só consta o nome oficial, por isso achamos por bem te avisar. Você pode aprender mais sobre a história desse lugar, inclusive a confusão em torno do nome clicando aqui.

 

Agora você já sabe chegar a um dos principais pontos de convergência dos ciclistas da região, de onde saem excursões para diversos outros destinos importantes, os quais você irá conhecer aqui muito em breve. Nos siga nas redes sociais para ficar sabendo de novos roteiros assim que forem publicados, além de ficar por dentro das notícias que todo ciclista da região precisa saber! Até a próxima.

 

Ficha técnica

Altimetria (ida)

Tipo de bike recomendada: MTB ou Speed

Estrada de terra: 0km

Acostamento de BR: 0km

Trilha de bike: 0km Possui cachoeira: + ou - (Corredeira)

Passa por propriedade particular: NÃO

Ganho de elevação (ida): 203m

Nível: INTERMEDIÁRIO (subidas cansativas) Atrações: Ponte do Arco; Vargem Grande

 

Já conhece nossas mídias sociais? Instagram: instagram.com/biketouragulhasnegras

Facebook: facebook.com/biketouragulhasnegras Strava: http://strava.com/clubs/biketouragulhasnegras





293 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo