top of page

Roteiro: Lago de Furnas

Quem já passou pela Via Dutra (BR-116) na altura de Itatiaia com certeza já se distraiu ao olhar para o lado e ver um imenso paredão gramado escrito "Furnas" em branco. Ali atrás está o lago formado pela Represa do Funil, um excelente destino para se visitar de bike. Nesse roteiro iremos descomplicar o caminho pra você chegar lá e se surpreender com uma vista bem diferente da maioria dos passeios da região. Vem com a gente!

 

O ponto de referência para o início dessa aventura é a passarela de pedestres sobre a Rodovia Presidente Dutra, que fica em frente à rodoviária de Itatiaia. A rodoviária fica às margens da rodovia, na pista que segue em direção à São Paulo, enquanto seu objetivo inicial será se posicionar do outro lado, aos pés da passarela, ao lado da pista que segue sentido Rio de Janeiro. Se você não sabe chegar até esse ponto, clique aqui.

Passarela que marca o início do trajeto.

A partir da passarela, você deverá seguir pela marginal no sentido oposto ao dos veículos, ou seja, sentido São Paulo, até chegar à esquina da "Pousada da Iza", onde irá virá à esquerda.

Esquina onde deverá virar à esquerda

Ao final desta rua, que termina após uma pequena ponte, você deverá virar à direita. O asfalto nesse trecho é novo e irá te ajudar a fazer as pequenas subidas logo adiante. Permaneça nessa rua até avistar uma bifurcação, onde para desespero dos novatos, você terá que manter-se à esquerda, fazendo uma subida curta, porém íngreme. A partir desse ponto não há mais como errar o caminho, basta seguir em frente toda vida.

Suba à esquerda na bifurcação

Os próximos quilômetros são o trecho menos agradável do passeio, pois se trata de uma rua bem estreita em que você pode ter que parar para dar passagem a veículos que cruzam seu caminho, então a dica é fazer esse passeio em um domingo cedo para evitar o transito e o pedal fluir melhor.

Atravessando um bairro de ruas estreitas

Em determinados momentos enquanto passa por esse bairro você terá uma visão clara da Via Dutra à sua direita. Serão cerca de 2,5km até que você aviste a placa azul escrito "Furnas Centrais Elétricas SA". A partir desse ponto é que as coisas começam a ficar interessantes.

Trecho onde você pedala paralelo à Dutra
A partir desse ponto é que a diversão começa

Você se verá pedalando em uma agradável estrada de terra praticamente plana, onde cerca de um quilômetro depois irá avistar uma bifurcação, onde à esquerda seguirá em direção à atração principal desse roteiro. Mas, como aqui prezamos por não deixar nenhum detalhe sem explicação, antes de continuar, vamos te mostrar a seguir o que tem pra ver seguindo à direita ;)

Finalmente terra :)
Vamos te mostrar o que acontece se virar à direita

Trata-se de uma estrada de terra pouco conservada onde de um lado você tem a cerca que marca os milites da propriedade de Furnas e do outro os trilhos da ferrovia que corta a nossa região. O Interessante é que você pode seguir pedalando até achar o ângulo ideal para tirar uma boa foto com o famoso letreiro. Não há nada ao final dessa estrada, portanto, tire a foto e volte para o caminho principal.

Está aí uma estrada que poucos conhecem
Cerca de um lado, trilho do outro
O famoso letreiro de Furnas

De volta à bifurcação, dessa vez seguindo à esquerda, passando por cima de um mata burro, você irá percorrer um corredor de árvores de algumas centenas de metros com muitas folhas pelo chão e em um terreno quase plano e sem buracos, é aí então que uma sensação de paz começa a tomar conta de você, mas não se empolgue, pois essa paz é logo interrompida ao avistar uma subida íngreme em um caminho de pedras batidas que pode muito bem ser classificada como um "cala a boca", de acordo com o vocabulário dos mais experientes. Não sinta vergonha se precisar descer e empurrar.

Início da subida mais íngreme do passeio. Na foto é difícil perceber a inclinação.

No meio dessa subida você irá ver um portão azul à direita, ignore-o por enquanto e siga à esquerda, mais adiante iremos te contar o que tem ali. Ao término da subida você irá ver outro portão, que fica sempre aberto e que dá acesso finalmente à uma estrada às margens do lago.

Portão azul no meio da subida
Portão que dá acesso ao topo do paredão

A vista a partir dessa estrada, de ambos os lados, é deslumbrante. De um lado, o imenso lago de Furnas e suas ilhas, do outro, a Dutra aos pés das montanhas do Parque Nacional.

É muita água!
Lugar especial
Do outro lado, o Parque Nacional do Itatiaia

Assista a esse incrível vídeo editado por nós com trechos filmados pelo nosso colega Marcelo Fragoso, em parceria com o grupo Pedalentos. Quando ele foi filmado esse trecho ainda não havia sido asfaltado, mas a vista e a experiência continuam as mesmas:

Pode não parecer mas depois de percorrer os 2km por cima do paredão e chegar às margens do lago você já estará quase na altura do distrito de Engenheiro Passos, local que em breve iremos desbravar e contar tudo pra vocês aqui no site. À beira d'água, quase sempre é possível ver pessoas pescando. Não há sombra para se abrigar, infelizmente, mas o lugar é bem bonito, com uma paisagem que muda de acordo com a época do ano, devido à variação do nível da água.

Chegada às margens do lago
Primeira vista que se tem da margem
Um lugar que transmite paz

Vale a pena continuar margeando o lago o quanto for possível dependendo do nível da água, pois a cada 20 metros você terá uma paisagem diferente, podendo avistar ilhas e margens ainda mais distantes e pedalar por terrenos diferentes, como gramados e rochas. Não se contente com o primeiro lugar que parar para tirar foto ;)

Gramado? Temos!
Pedras? Temos!

Agora, lembra daquele portão azul no meio da subida que falamos para você ignorar por enquanto? Então, agora vamos te contar o que tem ali! Trata-se de um trecho super agradável de terra, onde você pedala aos pés do paredão da represa e de onde pode avistar o letreiro "Furnas" lá no alto e registar mais algumas fotos bem interessantes. Ao final há um caminho de gado que você pode usar para acessar o topo do paredão, então uma rota alternativa é ir por aqui e voltar pelo asfalto acima.

Pedalando na base do paredão
Letreiro de Furnas
Ao final, pode-se subir ao topo do paredão

Agora sim você fez o passeio completo e pode tomar o caminho da roça voltando exatamente por onde veio. Uma boa pedida é dar uma parada no centro de Itatiaia para comer algo antes de seguir, em especial se você não for morador da cidade.

 

Considerações finais

E aí, o que achou? Descobriu algo que não sabia a respeito deste percurso? Lembrou de algum detalhe importante que deixamos passar? Conte para nós nos comentários e compartilhe essa matéria para que mais pessoas possam conhecer mais essa opção de destino.

 

Ficha técnica

Altimetria (ida)

Tipo de bike recomendada: MTB

Distância: 10km (desconsiderando os caminhos alternativos)

Passa por propriedade particular: SIM, porém de livre acesso.

Ganho de elevação (ida): 75m (caminho principal apenas)

Exposição ao sol: ALTA

Nível: INICIANTE (com exceção da subida final) Atrações: Lago formado pela represa da Usina de Funil; Letreiro de Furnas

 

Já conhece nossas mídias sociais? Instagram: instagram.com/biketouragulhasnegras

Facebook: facebook.com/biketouragulhasnegras Strava: http://strava.com/clubs/biketouragulhasnegras

1.020 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Post: Blog2_Post
bottom of page