Roteiro: Estrada Fazenda da Serra

Atualizado: 16 de ago.

Seguindo pela Via Dutra, sentido São Paulo, pouco depois de deixar para trás a saída para Penedo, existe uma convidativa estrada de terra que reserva muitos encantos para os ciclistas que por ela se aventuram, é a Estrada Fazenda da Serra. Nesse artigo iremos mostrar tudo que você precisa saber sobre ela: como chegar, que tipo de pedalada te espera e quais atrações você irá encontrar pelo caminho (ficha técnica ao final).

 

Nossa jornada começa na Via Dutra (BR-116), na passarela de pedestres conhecida pelos ciclistas como "Passarela de Penedo", que fica logo após a saída para Penedo, sentido São Paulo. Se você precisa de orientações para chegar até este ponto de encontro, clique aqui.


Deixando a passarela para trás e seguindo pelo acostamento, você irá passar em frente a um prédio administrativo da concessionária da rodovia e em seguida irá fazer uma subida longa que os que acabaram de comprar a bicicleta podem achar um pouco desafiadora.


Logo após essa subida você irá avistar uma placa grande indicando que saindo à direita está o estabelecimento comercial chamado "Fábrica de Doces Delícias da Serra". Até essa placa você terá percorrido exatos 2,1km de acostamento desde a passarela e é justamente nessa saída que começa a estrada Fazenda da Serra.

Início da estrada de terra.

Você se despede do asfalto assim que sai do acostamento e avista um caminho de terra quase plano. O primeiro ponto de interesse fica logo a alguns metros adiante, uma porteira do lado direito, a qual você pode abrir para pegar uma trilha até o bairro Jardim Martineli, em Penedo, um trajeto de dar gosto a qualquer amante do verdadeiro Mountain Bike e que nós iremos descrever em detalhes em um futuro breve (não perca!).

Portão para a trilha que dá no bairro Martineli

Mais adiante ao olhar para o lado esquerdo você poderá avistar em meio ao verde predominante, o complexo industrial de Itatiaia onde está a Fábrica da Hyundai Heavy Industries Brasil. Alguns metros à frente, logo após uma bifurcação, na qual você irá manter-se à direita, encontra-se a loja de doces e produtos da roça "Delícias da Serra", local que vale a pena uma parada na volta para conhecer, se já estiver aberto. Inclusive, aqui vai uma dica para não se perder nas bifurcações, sempre siga as placas que indicam "Itatiaia Resort" ;)

Seguindo em frente, depois de algumas curvas você irá avistar um dos pontos de estrada mais bonitos que já vi, um grande corredor de eucaliptos que te obriga a parar e registrar em fotos que sua bike esteve ali. Quando você ouvir outros ciclistas da região combinando pedaladas até o "Eucaliptal" ou até "os eucaliptos", saiba que é deste lugar que estão falando.

Corredor de Eucaliptos - ponto conhecido pelos ciclistas como "eucaliptal"

Após os eucaliptos você irá seguir por um trecho também muito bonito e arborizado, passando por várias chácaras e porteiras de fazenda dos dois lados, dentre elas, a fazenda que dá nome à estrada, Fazenda da Serra. Ela é acessada mantendo-se à direita na primeira bifurcação após os eucaliptos, saindo da estrada principal.

CURIOSIDADE: Antigamente, seguindo por este caminho da fazenda (à direita na bifurcação) era possível chegar até à Cachoeira das Lontras, em Penedo, porém atualmente o caminho encontra-se fechado pelo dono de uma das propriedades particulares que este caminho atravessava. A Cachoeira das Lontras continua acessível a partir de Penedo e em breve iremos documentar aqui no site todo o caminho até ela, aguarde! Desse ponto em diante a pedalada pode ser considerada de nível intermediário de dificuldade, pois são subidas longas e íngremes. Leia até o final para saber se vale a pena pra você seguir em frente.


Depois de ter percorrido exatos 5,1km de terra desde que saiu da Dutra e ter superado pouco mais de 200 metros de ganho de elevação você irá chegar ao fim da estrada, que termina em um resort chamado Itatiaia Resort e Eventos. O resort em si é maravilhoso, mas só pode ser acessado por hóspedes. Se você der sorte de estar com tempo aberto, a vista nos arredores do hotel pode também ser uma boa recompensa. Uma ideia interessante talvez seja ir para o resort de bicicleta bem cedo, com uma peça de roupa na mochila e pagar o "day use".

Faixada do Resort no final da estrada

Mas agora é que vem a surpresa que pouca gente sabe a respeito dessa estrada. Alguns metros antes do trecho de terra acabar e começar a pavimentação relacionada ao resort, à esquerda, existe uma trilha que leva a uma cachoeira com uma grande piscina formada por uma represa artificial. Isso mesmo, na Estrada Fazenda da Serra existe uma cachoeira! A trilha em si, de uns 50 metros de comprimento, não permite que se chegue com a bicicleta até o às margens do rio, pois são muitos troncos caídos no caminho e um declive de cerca de dois metros que precisa ser feito segurando nas raízes das árvores, o que significa que alguém terá que ficar na estrada e vigiar as bikes, infelizmente. Vá clicando na lateral da foto abaixo para ver demais fotos da trilha:

Mas para aqueles que resolveram atender ao chamado do barulho das águas, a recompensa é certa: uma linda paisagem em um local desconhecido da maioria dos moradores e turistas da região. Não temos informações oficiais quanto à restrições de acesso ou ao banho nesse lugar, mas por aparentemente haver ali um sistema de captação de água, não aconselhamos o mergulho. De todo modo, vale a pena ir conhecer de perto e tirar algumas fotos, como essas abaixo! Clique nas laterais das fotos para passar:

Antes de encerrar, gostaríamos de deixar algumas recomendações gerais: primeiro, se for visitar a cachoeira, leve de volta consigo tudo que trouxe, não deixe lixo para trás; segundo, fique sempre atento a onde pisa e coloca a mão, assim como mantenha os ouvidos atentos, pois nossa região no geral é lar de várias espécies de cobras e outros animais perigosos, que não querem problema conosco, mas que irão se defender se perceberem da sua parte uma atitude hostil, mesmo que sem querer. Além disso, evite fazer trilhas sozinho para reduzir as chances de se perder ou de ficar impossibilitado de buscar socorro em caso de alguma emergência.

 

E aí, o que achou? Descobriu algo que não sabia a respeito deste percurso? Lembrou de algum detalhe que deixamos passar? Conte para nós nos comentários e compartilhe essa matéria para que mais pessoas possam ter também essa excelente opção de pedal no repertório.

 

Ficha técnica

Altimetria (ida)

Tipo de bike recomendada: MTB

Estrada de terra: 5.1km (x2 p/volta)

Acostamento BR: 2.1km (x2 p/volta)

Asfalto além do acostamento: 0km

Trilha de bike: 0km Possui cachoeira: SIM

Passa por propriedade particular: NÃO

Ganho de elevação (ida): 183m

Nível: INICIANTE até o eucaliptal, INTERMEDIÁRIO até o resort ou a cachoeira Atrações: Eucaliptal; Cachoeira Secreta

 

Já conhece nossas mídias sociais? Instagram: instagram.com/biketouragulhasnegras

Facebook: facebook.com/biketouragulhasnegras

Strava: http://strava.com/clubs/biketouragulhasnegras

703 visualizações8 comentários

Posts recentes

Ver tudo