top of page

Roteiro: Resende x Formoso

Quem pedala pela região das Agulhas Negras tem a oportunidade de se aventurar por caminhos que por vezes levam a localidades em outras regiões turísticas, como as Terras Altas da Mantiqueira (MG) e o Vale do Paraíba Paulista, onde fica localizado por exemplo, o município de São José do Barreiro, cujo distrito de Formoso é o tema deste roteiro. Aqui você terá um vislumbre dos encantos que te esperam quando você for pedalando a este lugar que mistura o estilo de vida simples do interior com a natureza exuberante dos arredores das serras da Mantiqueira e de Bocaina.

 

O ponto de encontro recomendado para este pedal são os arredores da portaria do condomínio Alphaville, em Resende, onde há bastante espaço para os grupos se acomodarem sem atrapalhar o trânsito e que fica muito próximo do início da Estrada do Limeira, principal via de acesso aos municípios de Arapeí e São José do Barreiro, para quem está vindo de Resende. Se você não sabe chegar a este ponto de encontro, clique aqui.

Portaria do Condomínio Aplhaville

A partir do ponto de encontro você irá seguir à esquerda de quem está olhando de frente para a portaria do condomínio, ou seja, sentido oposto à quem deseja ir ao centro da cidade. Você irá passar em frente a uma série de prédios e fazer uma curva natural à esquerda, passando em frente ao Condomínio Bosque da Limeira e fazendo uma subida bastante íngreme, seu primeiro desafio. Logo após vencer essa subida, terá início a parte do percurso que se passa na Estrada da Limeira, uma estrada de terra bem conservada e sem grandes inclinações que se estende por 19km, passando pela divisa entre os estados do RJ e de SP.

Estrada da Limeira

Após percorrer 8km por essa estrada, você irá ver uma grande pedra aparentemente criando uma bifurcação, mas não se preocupe, ela é fake, na verdade a estrada não está se dividindo, ambos os lados dão no mesmo lugar. Esse é um bom ponto de referência pra você saber se continua no caminho certo.

Bifurcação fake

Pouco depois desse ponto você irá ver à sua esquerda um portão de ferro e logo depois, à direita, uma bica d'água, aproveite para reabastecer seu estoque, pois você vai precisar.

Aproveite a única bica em mais de 20 quilômetros

Depois de andar por mais 2,5km você irá passar pelo primeiro ponto que requer atenção para não errar o caminho. Logo após um ponto de ônibus na sombra do lado esquerdo, há uma bifurcação na qual você precisará se manter à direita. Caso permanecesse à esquerda você seguiria em direção à Arapeí, local sobre o qual já temos um roteiro específico que você pode conferir clicando aqui.

À esquerda Arapeí, à direita São José do Barreiro

Menos de um quilômetro depois você irá ver à sua direita a famosa esquina do "Cajueiro" e a subida que te levaria até o Restaurante da Tia Ilda, percurso que também já documentamos em detalhes em um roteiro específico que você pode acessar clicando aqui.

Esquina do Cajueiro

O trecho que se segue, após você manter-se à esquerda no Cajueiro, é marcado por belíssimas propriedades rurais e corredores de bambu que servem de bons pontos de parada na sombra, se necessário.

Propriedades rurais ao longo do caminho
Trecho marcante com cercas de ambos os lados
Corredor de bambus

É então que quase sete quilômetros depois da esquina do Cajueiro, a terra encontra o asfalto da Rodovia dos Tropeiros (SP-068), onde seguindo à esquerda estão Arapeí e Bananal, enquanto que à direita estão São José do Barreiro, Areias e Quelus, nessa ordem, respectivamente.

Chegada ao asfalto da Rodovia dos Tropeiros

350 metros depois de começar a pedalar pelo asfalto, você avistará uma ponte à sua direita, chamada comumente de "Ponte Branca", mas que só vai estar dessa cor mesmo se tiver passado recentemente por limpeza, como você pode observar nas fotos abaixo. É nessa ponte que começa um dos caminhos alternativos que você pode fazer para retornar a Resende. Iremos descrever em detalhes essa alternativa mais adiante neste artigo.

Saída para a Ponte Branca à direita
Ponte "Branca"

Seguindo pelo asfalto por cerca de um quilômetro e meio, você irá passar por placas e por um pórtico que indicam a sua chegada ao território de São José do Barreiro.

Já pedalando no asfalto de São Paulo
Pórtico de São José do Barreiro

O trecho entre o pórtico e o centro da vila de formoso, de cerca de 2,5km, é um prato cheio para os que gostam de reparar nos detalhes, tirar fotos e aprender mais sobre os locais por onde passam. Você avistará casarões históricos, casas antigas bem preservadas e alguns indicadores do estilo de vida da localidade, então pelo menos da primeira vez que estiver fazendo esse pedal, se permita ir de vagar e reparando em tudo.

Casarão da Fazenda das Palmeiras
Motor da economia local, além do turismo
O charme do interior

Ao chegar na praça central da vila de Formoso você irá encontrar o cenário típico de uma pequena vila de interior: uma Igreja, um coreto, flores e comércio ao redor. Aproveite para descansar um pouco, abastecer sua garrafinha na bica disponível na praça e comer um salgado em uma das vendinhas.

Praça central de Formoso
Tudo que se espera de um lugar como esse
Água a vontade

A partir da praça é possível avistar uma imponente igreja no alto de um morro, não deixe de ir conferir de perto, pois vale muito a pena. Para chegar até lá, pegue a segunda rua à esquerda na praça (paralela ao coreto) e faça uma subida um tanto íngreme em curva até chegar a um portão na parte de trás da capela. As imagens abaixo mostram o caminho:

Mapa de como chegar na Capela
Rua paralela ao coreto, que leva até a Igreja
Portão que dá acesso à Igreja

Ao entrar, logo de cara você irá descobrir que este lugar também é um mirante, de onde é possível avistar a vila e as lindas montanhas da região, impossível resistir à tentação de registrar tudo em fotos!

Pátio ao redor da Igreja
Vista maravilhosa a partir do mirante da Igreja

Ao dar a volta na construção, a próxima surpresa será a bela fachada da Igreja de Sant'Ana, Padroeira de Formoso. Uma curiosidade: no ano de 2014 os arredores da Igreja foram totalmente reformados para ficar como estão agora, sendo que antes disso o que predominava era o mato. Você pode ver um pouco dessa história clicando aqui.

Igreja de Sant'Ana, Padroeira de Formoso
Registre o momento na sua memória e na do celular também ;)

Existe mais um atrativo nesse lugar, especialmente para aqueles mais corajosos e que dominam técnicas avançadas de mountain bike: logo em frente à fachada da Igreja há uma escadaria que leva de volta à praça central do vilarejo. Recomendamos você descer por ela, mesmo que empurrando a bicicleta, para apreciar o ótimo trabalho de paisagismo de ambos os lados. Não se arrisque a descer pedalando se você não tem o devido treinamento para tal. Veja o vídeo abaixo:

Lindo paisagismo ao redor da escadaria

De volta a Estrada dos Tropeiros, continue em frente deixando o centro da vila de Formoso para trás, você não pode voltar pra casa sem antes conhecer ao menos uma cachoeira dessa região. Serão mais 500 metros no asfalto até passar por uma ponte de mureta branca e avistar uma placa indicando cachoeiras à esquerda.

Placa no asfalto indicando cachoeiras

Saindo do asfalto para um pavimento de bloquetes, você avistará uma grande placa com a lista de atrativos turísticos dessa estrada de terra que se chama Estrada do Barão, sendo o primeiro deles o local conhecido como Cachoeirão, seu próximo destino.

Próxima parada: Cachoeirão

Serão aproximadamente 3km passando por lindas propriedades rurais até avistar à sua esquerda uma porteira e uma placa indicando que você chegou ao Cachoeirão. Hora de descer da bike.

Que espetáculo de propriedade
A estrada é uma atração a parte
Porteira que dá acesso ao Cachoeirão

Esse atrativo turístico fica dentro de uma propriedade privada, mas o acesso a ele é liberado. Somente tome o cuidado de manter a porteira encostada, por favor. Logo após passar por ela você precisará andar por alguns metros e atravessar uma cerca de arame com a bike levantada.

Entre a porteira e a cerca
Não dá pra passar com as duas rodas no chão

Passando a cerca você precisará percorrer mais uns 100 metros até chegar à cachoeira. O trecho final possui degraus bem íngremes, portanto, recomendamos que resista à tentação de tentar descer pedalando.

Últimos metros antes de cachoeira

Essa linda cachoeira possui uma correnteza forte que proporciona aos banhistas um desafio difícil de resistir, que é tentar chegar até em baixo a queda nadando. Se você possui fôlego para isso, vale a pena tentar. De todo modo, é possível chegar até lá dando a volta pelas laterais do poço que se forma em frente a ela pra sair bem na foto.

Primeira visão que se tem ao chegar
A pressa é inimiga da contemplação!
Diversão garantida!

Um ponto interessante a ressaltar é que se a queda principal estiver muito concorrida, você tem também a opção de descer até a segunda queda, que para muitos acaba passando despercebida. O importante é não ir embora se se molhar e se registrar esse momento!

Segunda queda d'água logo abaixo
Aquela foto oficial do rolê para o Strava

Agora vamos falar sobre o caminho de volta para Resende. Existem basicamente duas alternativas, sendo uma delas retornar pelo mesmo caminho pelo qual você veio, pela Estrada do Limeira com chegada no bairro Ipiranga; e a outra virando à esquerda na Ponte Branca (lembra que falamos dela no caminho da ida?) e percorrendo cerca de 20km pela Rodovia Joaquim Mariano de Souza até chegar à região do Acesso Oeste. Vamos descrever agora como é retornar por esse caminho alternativo.

Retorno pela Rodovia Joaquim Mariano de Souza

Logo após sair do asfalto e cruzar a Ponte Branca, que também marca a divisa entre RJ e SP, terá início o trecho conhecido entre os ciclistas da região como Subida das Sete Curvas. Trata-se de um trecho de aproximadamente 2,5km em zigue-zague morro acima, com vistas cada vez mais bonitas na medida em que ganha altitude. Hora de travar a suspensão e apreciar a paisagem!

Início da Subida das Sete Curvas
Pausa para tirar foto, respirar e tomar água
Quanto mais alto, mais bonito

Como tudo que sobe, desce, assim que terminar a subida, você irá fazer uma longa descida que culmina em um lindo trecho mais arborizado do percurso, com casas de fazenda de ambos os lados.

Longa descida após as 7 curvas
Um pouco de sombra pra aliviar a temperatura
Isso é ser rico!

Continuando pela estrada, seu próximo ponto de referência será a Escola Municipal Francisco Tavarez Rezende, que estará à sua esquerda. Ela fica a cerca de 6,5km depois do início dessa estrada de terra e logo após a mesma você verá uma bifurcação, na qual deverá manter-se à direita.

Mantenha-se à direita depois da escola

Depois desse ponto você irá seguir por mais 3km até chegar à próxima bifurcação, onde mantendo-se à esquerda você permanecerá na estrada rumo ao Acesso Oeste em Resende (mais 12km) e mantendo-se à direita você irá passar em frente ao point dos ciclistas chamado Restaurante da Tia Ilda, a partir do qual poderá optar por fazer o trecho final pela mesma estrada pela qual iniciou esse pedal, chegando de volta ao Alphaville, ou por uma outra estrada que termina no bairro Morada da Colina (mais 12km ou 10km, respectivamente). Os detalhes de todos esses caminhos você encontra no nosso roteiro chamado "Volta da Tia Ilda", que recomendamos que leia, caso não conheça essa parte da região.

É beleza que não acaba mais!
À esquerda, Acesso Oeste, à direita, Tia Ilda e depois Alphaville ou Morada da Colina
 

Considerações finais


Então, o que achou? Já conhecia todos os detalhes desse roteiro? Esquecemos de falar de alguma coisa importante sobre esse caminho? Conte pra gente nos comentários! Em futuras atualizações desse roteiro iremos incluir informações sobre outros atrativos turísticos de Formoso, portanto, se inscreva no site e nos siga no Instagram para não perder!

 

Ficha técnica

Altimetria

Tipo de bike recomendada: MTB

Estrada de terra: 22km (ida)

Asfalto: 5km (ida)

Quilometragem total: 27km (ida)

Ganho de elevação: 321m (ida)

Exposição ao Sol: ALTA

Nível: INTERMEDIÁRIO Atrações: Praça de Formoso; Igreja de Sant'Ana; Cachoeirão

 

Nos siga nas redes sociais:



462 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Post: Blog2_Post
bottom of page