Roteiro: Cachoeira das Lontras

Atualizado: 9 de jun.

A colônia finlandesa de Penedo, em Itatiaia, é talvez o local turístico mais conhecido da região das Agulhas Negras, por sua arquitetura, história, gastronomia e natureza. Uma das principais atrações de Penedo são suas várias cachoeiras, algumas de muito fácil acesso, outras um pouco mais escondidas. Nesse roteiro você irá aprender como chegar pedalando a uma das menos conhecidas mas não menos impressionante delas, a Cachoeira das Lontras. Vem com a gente!

 

Nosso ponto de encontro para esse pedal será mais uma vez o Shopping do Esquilo, no início da estrada para Penedo. Se você não sabe chegar a esse lugar, clique aqui. Ao invés de seguir pela estrada principal que te levaria até o portal de Penedo, vamos recomendar que você inicie a pedalada passando pelo bairro Jardim Martineli, para evitar o transito das ruas principais do distrito. Ou seja, siga pela rua à esquerda do posto de gasolina onde fica o ponto de encontro.

Primeiros metros do caminho pelo Jardim Martineli

Para quem não conhece esse caminho, trata-se de um asfalto de muito boa qualidade, mas com mais subidas do que teria se fosse pelo centro, o que é bom, pois você precisará se aquecer para as subidas ainda mais íngremes que te aguardam no trecho de terra mais adiante.

Subidas do caminho pelo Martineli

Não há muitos pontos onde você possa errar o caminho, talvez o mais confuso seja uma rotatória logo no início, onde você deve se manter à direita. O macete é sempre permanecer na rua que tiver a faixa amarela contínua que indica ser uma via de mão dupla sem ponto para ultrapassagem. Se passar muito tempo sem ver um ponto de ônibus, você provavelmente errou o caminho. Mantenha-se sempre na via que aparentar ser a principal, não tem erro.

Rotatória logo no início onde você deve se manter à direita
Ponto de ônibus característico desse caminho com linda vista ao fundo

As subidas que você irá fazer indo por esse caminho irão te presentear com a oportunidade de ver o centro de Penedo do alto, por um ângulo que o típico turista não costuma ver, então quando avistar a cidade de determinado ponto ao olhar para a direita, aproveite e tire aquela foto.

Penedo vista do alto!
Todo o caminho pelo bairro Martineli é muito arborizado.

Após quase cinco quilômetros pedalando, depois de uma descida bastante agradável você irá chegar à avenida principal de Penedo, já tendo deixado para trás toda a região central da colônia. Você NÃO IRÁ seguir pela avenida principal à direita, ao invés disso, assim que chegar nela, contorne uma pequena praça que estará à sua frente para fazer uma subida bem íngreme à esquerda.

Chegada à av. principal de Penedo
Pequena praça que você deve contornar para subir à esquerda

Após vencer essa desafiadora subida, vire à esquerda e pedale por alguns metros até chegar a uma "trifurcação", onde você deve descer pelo caminho do meio, permanecendo no asfalto de melhor qualidade sempre, esse é o segredo para não se perder daqui pra frente até chegar na terra. Essa descida inclusive é bem íngreme e longa, portanto, use os dois freios e não abuse da velocidade.

Vire à esquerda logo após o término da subida da praça
Inicie uma longa descida pelo caminho do meio,

Logo após terminar essa decida você verá outra "trifurcação", onde deve mais uma vez seguir o caminho do meio, no plano, ao contrário dos outros dois caminhos que são subidas. Siga pelo asfalto até que ele termine, menos de um quilômetro depois.

Momento em que o asfalto termina.

Você seguirá pela estrada de terra por 500 metros até que, após cruzar uma ponte de madeira irá avistar uma cancela. Não ultrapasse sem antes conversar com os moradores da casa ao lado (Alberez ou Regina) e acertar a TAXA DE ENTRADA, que hoje é de 10 reais e que ajuda na manutenção da estrada de terra que leva até a cachoeira e na conservação dos arredores da mesma. Em breve será construído ao lado da cancela um quiosque onde os turistas poderão consumir e interagir com mais conforto.

Ponte de madeira antes da cancela.
Cancela que marca o início do trecho de subidas

Logo depois da cancela você irá fazer uma das subidas mais difíceis de todo o percurso. Não esqueça de travar a suspensão, sentar na beirada do banco e inclinar o corpo pra frente para a bicicleta não empinar.

Subida curta e íngreme logo depois da cancela

Chegando ao topo, vire à direita e siga em frente por uma subida menos inclinada, mas constante e longa. Desse ponto em diante você estará pedalando por uma estrada estreita de terra, por vezes com vegetação invadindo parte da pista de ambos os lados. Não chega a ser uma trilha, mas também não é uma simples estrada de zona rural. Veículos grandes não passam.

Em alguns momentos a subida ficará mais inclinada, mas não se desespere, empurre se precisar, pois vai valer a pena. Aproveite as pausas enquanto respira e toma uma água para contemplar a belíssima paisagem da Serra da Mantiqueira ao fundo.

Trechos mais inclinados pelo caminho
A vista é uma das recompensas pelo esforço

Após pedalar por alguns quilômetros você irá se deparar com duas opções para seguir, uma subindo à esquerda e outra descendo à direita. Desça à direita. Inclusive, muita atenção nessa descida, cuidado com o excesso de confiança.

Espere os amigos para mostrar que o caminho é à direita

O trecho que se segue logo depois dessa descida é marcado pela maior presença de árvores e consequentemente, de sombra. Há apenas um ponto que pode gerar alguma dúvida, quando você irá ver uma bifurcação, com um caminho que mais parece uma trilha à direita, mantenha à esquerda nesse ponto!

Siga pelo caminho mais largo à esquerda.

É então que você irá chegar a uma clareira, onde não deve seguir em frente, ao invés disso, deverá virar à direita. Se você parar nesse ponto já poderá ouvir o barulho das águas à sua direita, indicando o caminho.

Vire à direita na clareira para acessar a cachoeira

É então que, após percorrer cerca de 7km desde o fim do asfalto, você terá chego à Cachoeira das Lontras, que leva esse nome devido à vários avistamentos desse animal nesse local no passado. Encoste sua bike em uma das árvores e desça por uma pequena trilha para acessar a área para banho.

"Estacionamento" da cachoeira

A piscina que se forma no pé dessa cachoeira é excelente para quem quiser dar um mergulho, portanto, não perca essa oportunidade, dá pra fazer aquela secagem natural no caminho de volta. Tire todas as fotos que puder e registre sua passagem por uma das cachoeiras menos conhecidas de Penedo.

Vista do alto da cachoeira

Curta o momento sem pressa
Cachoeira das Lontras

Essas fotos foram tiradas no inverno, então saiba que essa é mais ou menos a vazão mínima de água dessa cachoeira. Em outras épocas do ano ela tende a estar com um maior volume d'água. Mas é bonita de qualquer forma e a piscina está sempre cheia te esperando!

Última olhadinha antes de ir embora.

No caminho de volta, há um momento que pode gerar alguma confusão devido à mudança de perspectiva, que é aquela penúltima bifurcação da ida. Você verá um caminho de terra subindo, seguindo em frente e outro virando à esquerda. Siga à esquerda para voltar por onde veio. Existe um caminho alternativo seguindo em frente nesse ponto na volta, uma trilha estilo singletrack que iremos documentar em outro momento e atualizar este roteiro. Não tente seguir por esse caminho desacompanhado de alguém que o conheça.

Nesse ponto, siga à esquerda para voltar por onde veio.

Outra forma muito comum que os moradores e turistas da região utilizam para acessar essa cachoeira é pelo uso de quadrículos. Inclusive, é bem provável que você passe por algum deles pelo caminho de volta. Essa é uma boa opção para quem não está com disposição ou tempo para fazer o percurso pedalando. Entre as várias empresas desse ramo que atuam em Penedo, indicamos a Xtreme Passeios, você pode entrar em contato com eles clicando aqui.


 

Então, o que achou? Já conhecia essa cachoeira? Já fez essa trilha alternativa que pode ser acessada em determinado ponto do caminho? Sabe de alguma curiosidade sobre esse pedal que não mencionamos? Conte pra gente nos comentários!


 

Ficha técnica

Altimetria

Tipo de bike recomendada: MTB

Estrada de terra: 7km

Trilha de bike: 0km

Ganho de elevação: 300m

Distância total: 13km (ida)

Nível: INTERMEDIÁRIO Atrações: Cachoeira das Lontras

 

Nos siga nas redes sociais:

Instagram: instagram.com/biketouragulhasnegras

Facebook: facebook.com/biketouragulhasnegras Strava: http://strava.com/clubs/biketouragulhasnegras

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCZNBvczIamsQZ6W_JY3ZmOw


299 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo