Roteiro: Estrada dos Artesãos

Atualizado: 9 de jun.

A Área de Proteção Ambiental (APA) da Serrinha do Alambari, em Resende, é um dos lugares mais bonitos da nossa região. Localizado entre os parques Nacional do Itatiaia e Estadual da Pedra Selada, esse distrito possui atrações muito procuradas por ciclistas e turistas, como a sua charmosa praça central, o Camping Clube Brasil e os poços do Céu e do Dinossauro, por exemplo. No entanto, existe um outro lado da Serrinha muito menos explorado e que também merece ser conhecido. Estamos falando da Estrada dos Artesãos, um caminho cheio de desafios e surpresas que certamente farão você incluir esse pedal na sua lista de favoritos. Descubra nesse roteiro todos os segredos que essa estrada tem a revelar! Vem com a gente!

 

Nosso pedal dessa vez começa na Praça da Serrinha, a partir de onde você pode escolher entre duas estradas principais, uma à direita da praça, que te leva até o camping e o Poço do Céu, por exemplo, e uma à esquerda, que iremos te mostrar agora. Se você não sabe chegar até a praça ou quer ter certeza de que conhece tudo que há de interessante no caminho até ela, recomendo que leia o nosso primeiro roteiro sobre a Serrinha do Alambari, clicando aqui, antes de continuar.

Assim que você se aproximar da praça, chegando a partir da estrada principal, irá notar algumas placas indicativas de atrações turísticas e pontos de referência das redondezas. Uma dessas placas indica o caminho até a Reserva Agulhas Negras, uma propriedade privada reconhecida pelos órgãos ambientais como sendo uma Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN), ou seja, uma área de conservação que é mantida e preservada pelos seus próprios donos apaixonados pela natureza e não pelo governo. Nesse caso, o responsável é o nosso amigo Eliel Queiroz, que gentilmente abriu os portões de sua propriedade para que fossemos até lá conhecer e nos pediu para divulgar para os ciclistas da região as atrações que o lugar tem a oferecer. É nessa reserva que essa estrada termina, inclusive.

Placa que indica o caminho até a Reserva Agulhas Negras

A região da Serrinha sempre teve uma grande vocação artística, sendo lar de artesãos desde o seu período de colonização. Ainda hoje um grande número desses profissionais fazem da Serrinha seu lar e da Estrada dos Artesãos, seu endereço (daí o nome). A estrada tem início logo à direita da praça, em uma via de pedras.

Placa que marca o início da Estrada dos Artesãos

Poucos metros após o início da subida pela estrada, ainda no curto trecho de pavimentação de pedras, você irá passar pelo posto de saúde da Serrinha e ao lado poderá ver uma construção pintada de branco onde está sendo construída a sede administrativa da APA, que além de banheiros para os visitantes, também terá uma lojinha, uma sala de exposições e um museu. O projeto foi interrompido por conta da pandemia mas deve ser retomado em breve.

Um pouco mais adiante você irá ver uma placa que indica o local do atelier de um dos artesãos de maior renome de Resende, o nosso parceiro Antônio Leão, que produz ilustrações inspiradas na natureza da região e trabalha com pintura e entalhe em madeira. Vale a pena acessar a página dele no Instagram para conhecer um pouco mais do seu belíssimo trabalho.

A pavimentação da estrada não dura muito e logo você estará com o pneu na terra fazendo força para vencer uma subida constante com uma inclinação considerável. Não se preocupe, a natureza ao redor se encarrega de aliviar a tensão causada pelo esforço físico. O vídeo abaixo mostra um pouco de como é esse trecho inicial da estrada (maximize para ver melhor):

Ignore qualquer virada de 90º ao longo do caminho. Após 1,3km desde a praça você irá se deparar com a primeira bifurcação, onde sugerimos que você siga primeiramente à direita, até o final da estrada, antes de voltar a este ponto e seguir à esquerda. Portanto, siga a placa que indica a direção para a "Pousada Caram".

O trecho que se segue logo após a bifurcação é um alívio para as pernas, um raro momento sem inclinação, aproveite para parar e tomar uma água antes de continuar.

Bonito trecho mais plano após a bifurcação

Após mais um quilometro e meio pedalando e ignorando quaisquer viradas de 90º, você irá encontrar mais uma bifurcação. Dessa vez, o caminho à direita leva até a Pousada Caram, que atualmente encontra-se desativada. Esse caminho só vale a pena ser feito caso você esteja a procura de uma subida verdadeiramente desafiadora, se esse é seu objetivo, você não vai se decepcionar com a que irá encontrar seguindo à direita. Agora, se a inclinação padrão dessa estrada pra você já for desafio suficiente, siga à esquerda em direção à reserva.

Bifurcação onde à esquerda te leva até a reserva

Após essa bifurcação você irá percorrer o trecho mais bonito de todo o percurso. É nele que você se dá conta do quanto já subiu e do quão perto já está de algumas das formações rochosas do Parque Nacional do Itatiaia que antes você só via bem de longe. Há nesse caminho uma propriedade com um nome bastante apropriado, chamada "Pertinho do Céu". Aproveite e tire uma foto em frente à essa placa para simbolizar o desafio que você estará superando!

É então que você irá ver bem na sua frente o Pico do Gigante, como se ele estivesse lá esperando para te cumprimentar pelo esforço. Uma visão para guardar para sempre na memória, se você assim como eu pedala para, dentre outras coisas, ter um momento de contato mais próximo com a natureza.

Pico do Gigante visto de um ângulo privilegiado

Mais alguns metros e você irá chegar ao final da estrada e também no portão de entrada da RPPN Reserva Agulhas Negras, onde o Eliel terá o maior prazer em te receber e te contar um pouco da história e do propósito desse lugar incrível. Mande um direct pra ele no Instagram antes de ir, para avisar que tem interesse em conhecer a reserva e garantir que os portões estarão abertos quando você chegar.

Placa que indica que você chegou na Reserva Agulhas Negras

Logo após passar pelo portão você irá ver um gramado à sua direita, de onde você terá uma vista privilegiada não só do Pico do Gigante, mas também do Morro do Gorila, ambos pertencentes ao Parque Nacional do Itatiaia. Aproveite para tirar aquela foto que irá fazer todos te perguntarem "que lugar era aquele que você foi?".

A próxima atração estará logo à sua esquerda, é a pedra conhecida como "Portal da Eternidade". Uma grande rocha partida ao meio, como se tivesse sido atingida por um raio provocado pelo martelo do Thor! Reza a lenda que os índios Puris, que habitavam essa região, carregavam seus mortos por entre a rachadura, do leste para o oeste, para garantir ao falecido a vida após a morte. Portanto, nunca cruze a pedra no sentido oposto para não dar azar, vá sempre em direção ao gramado onde você estava tirando fotos ;)

Rocha conhecida como Portal da Eternidade

A reserva possui 16 hectares muito bem preservados e dedicados à atividades de eco turismo, educação ambiental e pesquisa científica. Além disso, os 2 hectares da área remanescente da propriedade podem ser usados para atividades como eventos esportivos, corridas de orientação, caminhadas na mata, aniversários, casamentos, book "pré wedding", batizados, eventos corporativos, treinamentos, retiros espirituais, cultos itinerantes, eventos gastronômicos, confraternizações, além de, é claro, encontros de ciclistas! Há inclusive a possibilidade de se pagar para passar o dia usufruindo ("day use") da piscina, da sauna, da churrasqueira e das áreas de lazer disponíveis, assim como acessar algumas cachoeiras nas redondezas. Se você tiver interesse em usar esse espaço para alguma dessas atividades, entre em contato com o Eliel e combine com ele direitinho. Fale que ficou sabendo a partir do site Bike Tour Agulhas Negras e que a gente mandou um abraço, por favor ;) Clique na lateral da foto abaixo para ver as demais:

De volta à estrada, desça até aquela primeira bifurcação para seguir dessa vez o caminho à esquerda, onde as placas indicam a direção para a Cervejaria Elbers e para o trutário Trutas da Serrinha, suas próximas paradas. Após subir por 400 metros, você irá chegar à cervejaria, um lugar não apenas para os amantes de uma boa cerveja mas também para quem sabe comer bem. Vale a pena curtir o que esse lugar tem a oferecer antes de voltar para Resende e trazer em outra oportunidade sua família, seus amigos ou até mesmo seu pet de estimação, que aqui também é bem vindo.

Elbers Bier
Lugar ideal para coroar mais um grande pedal

É possível inclusive visitar o interior das instalações e aprender um pouco sobre o processo de fabricação da cerveja, além de, é claro, levar algumas pra casa na mochila. Para quem gosta, recomendamos que experimentem o chopp com cogumelo e a cerveja de pinhão.

Tour pelo processo de fabricação
É possível degustar os sabores mais exóticos

Talvez antes mesmo de entrar na cervejaria, o ideal seria ir primeiro conhecer a trutaria Trutas da Serrinha, onde você pode visitar os tanques de criação e aprender mais sobre o processo de produção do local responsável pela maior parte do fornecimento desse peixe que é símbolo da culinária da região. Também é possível comprar trutas frescas, pastas e outros itens derivados na lojinha. O estabelecimento fica a apenas alguns metros depois da cervejaria, à esquerda.

Entrada da trutaria

Agora que você já conhece esse lado menos conhecido mas não menos impressionante da Serrinha do Alambari, é hora de descer. Tome muito cuidado com o excesso de confiança nessa longa descida, pois o cascalho, as pedras soltas e os buracos podem não perdoar.

 

Viu como não é preciso ir muito longe para fazer um ótimo treino de subidas em meio à natureza? O que você achou? Já conhecia esse lado da Serrinha? Sabe de alguma curiosidade a respeito da Estrada dos Artesãos que não mencionamos? Conte pra gente nos comentários!

 

Ficha técnica

Altimetria

Tipo de bike recomendada: MTB

Estrada de terra: 8km

Trilha de bike: 0km Possui cachoeira: NÃO.

Ganho de elevação: 909m

Nível: INTERMEDIÁRIO Atrações: Reserva Agulhas Negras; Cervejaria Elbers; Trutaria Trutas da Serrinha

 

Nos siga nas redes sociais:

Instagram: instagram.com/biketouragulhasnegras

Facebook: facebook.com/biketouragulhasnegras Strava: http://strava.com/clubs/biketouragulhasnegras

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCZNBvczIamsQZ6W_JY3ZmOw






408 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo